terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Hairy Chapter - Can't Get Through + Eyes (1971-1970) [1997] [HARD ROCK / KRAUTROCK / PSYCH] - Germany / Alemanha






Eis aqui mais uma banda alemã que passou pelo lendário selo alemão Bacillus Records. Ao invés de seguir a linha experimental do Krautrock ou do progressivo Sinfônico tradicional, o HAIRY CHAPTER se focava em fazer um Hard Rock com toques psicodélicos ao invés do progressivo em si como é muitas vezes relacionada, talvez pela duração das músicas.

A banda nasceu no ano de 1969 e usava o nome "Electric Sounds For Dancing", sob esse título lançaram por um selo independente o obscuro disco "Maritim", considerado uma tremenda raridade, em 1970 já com o nome HAIRY CHAPTER a banda lançou o disco "Eyes" e aproveitou a maioria das canções de "Maritim", mostrando um Hard pesado e psicodélico com vocais agressivos e um pezinho enfiado no blues acabaram comparados ao estilo Hendrix de tocar.

Em novembro do mesmo ano entram novamente em estúdio para gravação do seu segundo álbum e "Can't Get Through" sai do forno em janeiro do ano seguinte e mostra uma banda com mais técnica que no disco anterior, sem contudo abandonar seu peso característico.

Ambos os discos foram lançados pela Bacillus e tiveram como produtor Dieter Dierks que pra quem não conhece é bom informar que o cara já produziu gente do quilate de SCORPIONS, ACCEPT, JERONIMO, RORY GALLAGHER, entre outros.

Em 1997 a Second Batlle colocou no mercado os dois discos da banda num único CD pra alegria dos Hardeiros de plantão pois conseguir uma cópia em vinil desses discos é uma tarefa bem difícil apesar de a Second Battle ter relançado os álbuns em vinil, uma vez que as prensagens da época ficaram muito difíceis de serem encontradas.

O som da banda foi classificado por muitos de ‘garageiro’ e lisérgico; chamado assim com razão.

Vasculhando a internet encontrei uma pequena resenha falando de seu segundo lançamento o álbum, de nome "Can’t Get Through" publicado no blog Som Vintage, reproduzido à seguir:

"Can’t Get Through" é um disco que subiu ao topo de qualquer lista de melhores que se preze e com muito merecimento. Uma insana mescla de sonoridades vistas em álbuns de LED ZEPPELIN e AMON DUUL, mas com muita originalidade e personalidade.

Lançado em 1971 pela lendária Baccillus Records, o Lado A começa com a contagiante "There’s a kind Of Nothing", um típico Hard 70’s com riffs certeiros e pegada pesada! O vocal de Harry Unte é destaque logo de início com um timbre aberto e bem potente. Logo em seguida temos a faixa que dá nome ao disco, um petardo de mais de dez minutos de duração que fecha a primeira metade do disco com um trabalho sensacional de guitarras, numa música altamente “grudenta” onde a melodia a permeia de forma correta (destaque para os sensacional solo de guitarra) com passagens quebradas em contra-tempos de arrepiar qualquer fã de progressivo.  Aliás, param por aí as características Prog pois o som do Hairy Chapter neste momento é um Hard Rock poderoso com toques psicodélicos e não Prog Rock.

O Lado B tem início com a leve, cadenciada e com toque de STONES e SIR LORD BALTIMORE, "It Must Be An Officer’s Daughter". A sequência é com a intrigante e arrastada "As We Crossed Over" e "You’ve Got To Follow This Masquerade" que fecha o disco de forma arrebatadora com um som altamente empolgante e psicodélico!



Tracks:
CAN’T GET THROUGHT:
1. There's A Kind Of Nothing
2. Can't get Through
3. It Must Be An Officer's Daughter
4. As We Crossed Over
5. You've Got To Follow This Masquerade

EYES:
6. Bad Dreams
7. Pretty Talking Girl
8. Pauline
9. Illusions
10. Looking For A Decent
11. Freedom
12. Thought After
13. Life 69
14 Big Fat Woman Blues

Musicians:
- Harry Umte (vocals)
- Harry Titlbach (guitar)
- Rudolf Oldenburg (bass)
- Rudi Haubold (drums)

Postar um comentário